A solução para qualquer crise é: Um bom e rico fundo de ações!

Por Edson Araujo


Primeiro, quero deixar claro que como sempre, não tenho outro objetivo neste artigo, se não, oferecer uma reflexão ao nosso querido leitor.



Momentos de crise são comuns e próprios da vida Humana, além de serem sempre baseadas em conflitos as crises têm o tamanho que damos a elas.

A semente da crise é sempre o conflito.

Mas, o que fazer se os conflitos, assim como as crises, são elementos naturais da vida?

Vamos desmistificar os conceitos aqui, tanto de “conflito” como de “crise”.

Conflito: Trata-se de um movimento qualquer que não seja seguido de uma resolução (Lembrando que, movimento é qualquer agitação sem objetivo).

Ou seja, o que transforma um movimento em ação é o objetivo.

Um exemplo de conflito natural é quando inspiramos e não expiramos; se você inspira e não expira você morre e o contrário também e verdade.

A crise começa quando você não sabe resolver o conflito e quanto menos qualidade das ações na solução do conflito, maior será a crise.

Um autoexame é extremamente necessário para estes momentos que pelo simples fato de não conhecer o básico sobre o conflito, a crise pode ser fatal.

Imaginem ainda no exemplo do ciclo da respiração, alguém decide resolver o conflito com um tapa nas costas ou com uma massagem cardíaca?

O final será a morte!! Num momento em que a solução seria natural e fácil, basta saber que ação tomar no momento e mais, saber que quem resolve o conflito é sempre aquele que está diretamente envolvido.

Mas, o que o “FUNDO DE AÇÕES” tem a ver com o tema?

Se pensarmos com a mente dos economistas, pensaremos logo em ações do mercado financeiro ou algo do tipo; mas se pensarmos de maneira ampla, veremos que:

“FUNDO”, é uma reserva.

“AÇÕES”, são no caso, atitudes.

Acho que começa a ficar claro que tipo de ações quero propor neste artigo e que tipo de fundo eu quero que reservem.

Mas, onde conseguir formar um bom fundo de ações para os momentos de crise?

Há várias maneiras de conseguirmos promover um fundo de ações, uma delas é estudar sobre a natureza humana.

Somos humanos e temos que saber que ferramentas usar para termos ações próprias de um ser humano; isso fazemos estudando filosofia, psicologia, entre outros temas…

Outra forma é através do autoexame de consciência.

Quando temos a humildade de reconhecer nossos pontos fracos e também os fortes, saberemos como e quando usá-los nos momentos de crise.

Podemos também nos dedicar a boa música, arte, leitura, sobre tudo dos clássicos.

Uma dica: Boas ações são sempre baseadas nas virtudes humanas.

Se sou honesto, terei boas ações.

Se sou gentil, Cortez, corajoso, ético, disciplinado, se tenho boa vontade, eficiência, eficácia, amor; enfim, se baseio minha vida em valores que remonte o homem que Deus propôs quando nos idealizou, estarei seguro de que meu “Fundo de Ações” é rico e suficiente para administrar os conflitos e evitar as crises, mas caso ela venha, terei base suficiente para dar à ela, uma solução adequada.

Podemos começar hoje mesmo montar nosso fundo de ações para que no momento da crise ou se já estamos nela, termos a segurança de que com boas ações terei lucro e serei rico em todos os aspectos da vida.

Sugiro que comecemos com a leitura deste artigo, entre outros desta e outas revistas, com conteúdo de alto nível, e assim possamos nutrir nossas mentes com temas elevados.

Assim podemos qualificar nossos pensamentos, sentimentos e ações.

Conflitos e crises são inexoráveis e imprescindíveis, por isso você não pode evitá-los, pois são fenômenos da natureza.

Quanto as ações, sim, estas temos que tê-las com a maior qualidade possível e isto está em nossas mãos, quando nos dedicamos à cultura elevada.

Que Deus abençoe nossa jornada.

<